Piazza Ducale, Sabbioneta, Mântua, Lombardia. Autor e Copyright Marco Ramerini

Sabbioneta: cidade ideal do Renascimento

Questo post è disponibile anche in: Italiano Francês

Em 2008 Sabbioneta foi juntamente com Mântua declarada Património Mundial pela UNESCO. Esta pequena vila é um dos modelos renascentistas duma comunidade municipal ideal.

A vila foi fundada por Vespasiano Gonzaga na segunda metade do século XVI. Neste período foi também o lar dum ducado independente de Gonzaga desde 1577. O fundador de Sabbioneta, Vespasiano Gonzaga, transformou a antiga vila medieval numa fortaleza militar através do planeamento das muralhas da vila e o desenvolvimento urbano entre 1554 e 1591, morrendo neste ano.

A vila, construída de acordo com os princípios da Renascença da vila ideal, é bem fortificada e é o lar de vários monumentos como o Palácio Ducal, hoje a Câmara Municipal, o Teatro Antigo (Teatro all’Antica) de Vincenzo Scamozzi, o Palazzo Giardino e a Galleria, as igrejas da Incoronada, Assunta, San Rocco e Carmine, a Sinagoga, os muros da vila com a Porta Vittoria e a Porta Imperiale.

O QUE VISITAR EM SABBIONETA

Porta Imperiale, Sabbioneta, Mantova, Lombardia. Autore e Copyright Marco Ramerini

Porta Imperiale, Sabbioneta, Mantova, Lombardia. Autore e Copyright Marco Ramerini

Sabbioneta é caracterizada por duas praças: A Piazza d’Armi e a Piazza Ducale, colocadas de forma assimétrica e descentralizada. São as duas áreas mais importantes da vila, em torno das quais surgem os edifícios mais representativos. A Piazza d’Armi era o centro da vida privada do Duque, enquanto a Piazza Ducale foi o centro da vida pública do Duque e da cidadania, bem como sendo o mercado local.

Na Piazza Ducale rectangular existem agora apenas dois dos três edifícios importantes, que dominaram uma vez: O Palácio Ducal e a igreja paroquial de Santa Maria Assunta, catedral da cidade, enquanto o Palazzo della Ragione, a prisão e a casa do vigário do Duque não sobrevivia até os tempos modernos. Do lado sul da praça fica um pórtico longo com colunas e arcos cobertos de “bugne” de mármore branco.

O Palácio Ducal foi o palácio oficial do Duque e a sede da actividade política e o centro do poder do ducado. O edifício foi construído entre 1558 e 1568 e concluído após 1578. Este é uma estrutura de dois andares com uma arcada com cinco aberturas em arco na fachada.

A fachada do andar superior é caracterizada por cinco janelas perfiladas de mármore e cobertas com tímpanos alternados triangulares e curvos. Nas arquitraves existe a inscrição: “VESP. D. G. DVX SABLON. I” (Vespasiano, pela graça de Deus primeiro Duque de Sabbioneta). Acima das janelas encontram-se prateleiras, onde são colocadas cópias dos cinco bustos mantidos no interior do edifício. O edifício está finalmente encimado por uma altana. A entrada do edifício é caracterizada por uma ampla escadaria em mármore branco. Da entrada do edifício através da escada conduz à “corte quadrangolare”, que está localizada atrás do bloco principal do Palazzo Ducale.

Dum lado da Piazza Ducale de Sabbioneta existe a igreja paroquial de Santa Maria Assunta, construída no final do século XVI. Tem uma fachada feita de blocos de mármore branco e rosa. O interior, decorado em afresco de Antonio Bresciani em 1767, apresenta a capela do Santíssimo Sacramento, projetada por Antonio Galli Bibiena. Destacam-se algumas lâminas do início do século XVII e móveis de madeira do século XVIII.

Teatro, Sabbioneta, Mântua, Lombardia. Autor e Copyright Marco Ramerini

Teatro, Sabbioneta, Mântua, Lombardia. Autor e Copyright Marco Ramerini

A Piazza d’Armi de Sabbioneta abriga o Palazzo Giardino e a Galleria. Originalmente numa forma poligonal, esta praça perdeu um dos três edifícios, que a caracterizaram: A antiga Rocca. No centro da Piazza d’Armi encontra-se a coluna com a estátua grega da deusa Pallas-Atena.

O Palazzo Giardino era o centro da vida privada do Duque e o seu lugar de descanso. Atrás do edifício abriu-se um magnífico jardim italiano, animado com fontes, elementos aquáticos e pérgulas. O edifício com dois pisos foi construído entre 1578 e 1587. O interior do edifício tem belos quartos com decorações de Bernardino Campi, incluindo: a Camera dei Cesari, a Camera di Filemone e Bauci, a Camera dei Miti, o Corredor d’Orfeo, o Studiolo ou Camerino di Enea, o Camerino delle Grazie e a Sala degli Specchi.

A partir do Palazzo Giardino através dum pequeno viaduto passa-se na Galeria, um longo corredor, que fecha o lado leste da praça. Construído entre 1584 e 1586, a galeria abrigava uma coleção de mármores da era clássica (bustos, estátuas, inscrições e baixos-relevos) e troféus de caça. Hoje a coleção de mármores está em exposição na galeria de exposição do Palazzo Ducale em Mântua. As paredes da galeria são decoradas com afrescos do século XVI por Giovanni e Alessandro Alberti. O tecto de madeira, uma vez pintado em azul, apresenta nos caixotões pequenas rosetas de ouro.

Palazzo del Giardino, Sabbioneta, Mântua, Lombardia. Autor e Copyright Marco Ramerini.

Palazzo del Giardino, Sabbioneta, Mântua, Lombardia. Autor e Copyright Marco Ramerini.

Entre as duas praças na posição do meio há o antigo teatro (Teatro all’Antica). Foi construído entre 1588 e 1590 segundo um projeto por Vincenzo Scamozzi. O teatro é completo com foyer, camarins para artistas, com uma entrada separada e fachadas de frente para vias públicas.

Uma grande parte das muralhas de Sabbioneta estão ainda em boas condições, bem como duas portas de entrada. Para o oeste abre a Porta Vittoria, a mais antiga das duas portas de Sabbioneta e o principal acesso à cidade, foi construída em 1565. Na fachada de tijolos expostos, interrompidos por quatro lesenas de mármore branco “bugnato”, existem três aberturas. Uma placa diz, que “Vespasiano Marquês de Sabbioneta, o seu fundador queria chamá-la de Porta Vittoria como um sinal de bom presságio” (VESPASIANUS SABLON(etae) MARCH(io) ET CONDITOR PORTAM HANC BENE AUGURATUS VICTORIAM DIXIT). Para o leste fica a Porta Imperial, que foi construída em 1579 e no século XIX foi alterada com a construção do tímpano superior, que substituiu a loggia original de pilares, semelhante ao da Porta Vittoria.

Como chegar: Sabbioneta está localizada ao longo do vale do rio Pó a apenas 30 km de Parma e 33 km de Mântua. Para alcançá-la a partir da A22 saia em Mântua. Enquanto na A4 a saída fica em Desenzano del Garda. A partir da auto-estrada A1 usa-se a saída de Parma. Finalmente na A21 saia na saída de Cremona.

Museus: Palazzo Giardino e Galleria, Teatro all’Antica, Palazzo Ducale, Sinagoga. Os bilhetes estão à venda exclusivamente no Escritório de Turismo Sabbioneta (Ufficio del Turismo di Sabbioneta) no Palazzo Giardino, Piazza d’Armi 1.

Horário de funcionamento: De abril a outubro: Dias de semana: 09h30 – 14h30, 16h00-18h30. Sábado e feriados: 09h30 – 14h30 16h00-19h00. De novembro a março: Dias de semana: 09h30 – 13h00, 14h30 – 17h00. Sábado e dias feriados: 9h30-14h30, 16h00-18h00, fechado às segundas-feiras (exceto feriados).

Ingressos: cumulativo: 10,00 € (Palazzo Giardino e Galleria, Teatro all’Antica, Palazzo Ducale, Sinagoga). Grupos (mínimo de 25 pessoas): 7,50 €, Sinagoga: 4,00 €, estudantes e crianças menores de 18 anos: 5,00 €, crianças até 12 anos: grátis. O bilhete combinado inclui o serviço de guia, se especificamente solicitado no momento da compra.

Texto português corrigido por Dietrich Köster.

About admin

banner
Close
Seguici su Facebook
Resta aggiornato con Famiglia e Salute