Basílica de Santo Apolinário Novo, Ravena. Autor Leviateen

Ravena: a cidade dos mosaicos

Questo post è disponibile anche in: Italiano Francês Inglês

Localizada na planície da Romanha perto do Mar Adriático, Ravena é um famoso destino turístico mundial. Classe, o porto de Ravena, foi o porto principal estratégico do Império Romano no Mediterrâneo oriental. Ravena foi a sede do Império Romano no quinto século d.C., a sede do Reino dos ostrogodos no sexto século d.C. e mais tarde a capital bizantina da Itália até o oitavo século d.C.. Durante estes períodos a cidade foi enriquecida com preciosos monumentos religiosos e seculares. Ravena tem uma colecção única de monumentos e mosaicos do cristianismo primitivo.

Os seguintes monumentos cristãos de Ravena, construídos nos quinto e sexto séculos d.C., foram incluídos na lista do Património Mundial pela UNESCO: O Mausoléu da Gala Placídia, o Batistério Neoniano, a Basílica de Santo Apolinário Novo, o Batistério Arriano, a Capela arcebispal, o Mausoléu de Teodorico, a Basílica de São Vital e a Basílica de Santo Apolinário em Classe. Todos estes edifícios mostram uma grande habilidade artística e incluem uma mistura maravilhosa de arte grego-romana e cristã e de estilos orientais e ocidentais.

Mausoléu da Gala Placídia, Ravena. Autor Petar Milosevic.

Mausoléu da Gala Placídia, Ravena. Autor Petar Milosevic.

MAUSOLÉU DA GALA PLACÍDIA

O Mausoléu da Gala Placídia é um pequeno edifício em forma de cruz, que está localizado perto da Basílica de São Vital (Basilica di San Vitale). Foi construído no segundo quarto do quinto século d.C. como edifício satélite da igreja de Santa Croce, localizado do lado sul da Basílica, que a imperatriz tinha construído anteriormente. O Mausoléu da Gala Placídia é um dos monumentos mais extraordinários da antiguidade tardia, que chegaram até nós, tanto pela sua arquitetura, quanto para as decorações. Construído em forma duma cruz latina (12.75 m x 10.25 m ) na intersecção dos dois ramos da estrutura de cruz, trata-se duma cúpula feita de tijolos e escondida do lado de fora por uma pequena torre quadrada. O interior do mausoléu é ricamente decorado: A sua parte inferior é coberta com painéis de mármore amarelo, enquanto o topo é completamente coberto com mosaicos. O Mausoléu da Gala Placídia é um Patrimônio Mundial da UNESCO.

BATISTÉRIO NEONIANO

O Batistério Neoniano é um dos mais antigos monumentos do centro histórico de Ravena. Foi construído no quinto século d.C.. O edifício tem uma estrutura octogonal e o interior da cúpula é decorado com mosaicos do quinto século d.C.. Este foi o batistério de fiéis latinos de culto ortodoxo em oposição ao Batistério Arriano dos godos de culto ariano.

Basílica de Santo Apolinário Novo, Ravena, Emilia-Romanha. Autor Mac9

Basílica de Santo Apolinário Novo, Ravena, Emilia-Romanha. Autor Mac9

BASÍLICA DE SANTO APOLINÁRIO NOVO

A Basílica de Santo Apolinário Novo foi construída a mando do rei ostrogodo Teodorico no século VI. A igreja é dividida em três naves por colunas com arcos e é caracterizada por mosaicos magníficos. Os mosaicos cobrem as duas paredes da nave central.

BATISTÉRIO ARIANO

O Batistério Ariano data também do final do quinto século e do começo do sexto século d.C. e foi construído pelo rei dos ostrogodos Teodorico. Trata-se dum edifício octogonal, que preserva dentro da cúpula um mosaico precioso representando o batismo de Cristo e os doze apóstolos.

CAPELA ARCEBISPAL

A Capela Arcebispal é o menor dos edifícios maravilhosos, decorados com mosaicos de Ravena. A capela foi construída no final do quinto século e no início do sexto século d.C. durante o reinado de Teodorico. O edifício tem uma planta em forma duma cruz com as paredes e o teto cobertos com belos mosaicos.

Basílica de São Vital, Ravena. Autor tango7174

Basílica de São Vital, Ravena. Autor tango7174

BASÍLICA DE SÃO VITAL (SAN VITALE)

O monumento mais majestoso de Ravena é a Basílica de São Vital. A igreja tem uma forma octogonal e é construída de grandes tijolos planos (48 cm x 4 cm), juntando-se com uma camada de quatro centímetros de cal, uma técnica típica de todos os edifícios construídos durante o reinado de Justiniano. A igreja foi consagrada por Maximiano em 547 ou 548. A igreja de São Vital é um exemplo único da arte bizantina; principalmente porque ela combina em sua arquitetura os estilos orientais e ocidentais mais originais e em segundo lugar porque os seus mosaicos são completos e representam muito claramente a ideologia e religiosidade da época de Justiniano, que os historiadores têm descrito como o primeiro período de ouro da arte bizantina. A Basílica de São Vital é um Património Mundial da UNESCO. Perto da Basílica de São Vital é o famoso Mausoléu da Gala Placídia.

LUGARES DE DANTE EM RAVENA: MUSEU DANTESCO, IGREJA DE SÃO FRANCISCO E O TÚMULO DE DANTE

O túmulo de Dante Alighieri é um pequeno prédio no estilo neoclássico, no qual estão os restos mortais de Dante Alighieri. Todos os anos na segunda semana de setembro no aniversário da morte do poeta uma cerimónia é celebrada com um óleo oferecido pelo município de Florença. O poeta exilado de Florença depois de muitas andanças chegou a Ravenna em 1317. Em Ravenna foi bem recebido por Guido Novello da Polenta, senhor da cidade. Em setembro de 1321 foi celebrado o seu funeral celebre na Igreja de São Francisco.

Mausoléu de Teodorico, Ravena. Autor Enaptakos

Mausoléu de Teodorico, Ravena. Autor Enaptakos

A Igreja de São Francisco de Ravena: A igreja foi construída no quinto século d.C. e foi inicialmente dedicada aos Apóstolos e depois a San Pietro Maggiore, mas hoje nada resta da igreja original, porque no século X foi completamente reconstruída. Neste período foi também reconstruída a torre do sino quadrada. A igreja é muito simples. Foi aqui, onde foi celebrado em 1321 o funeral de Dante Alighieri, que foi enterrado perto da igreja.

O Museu Dantesco: Localizado perto do túmulo de Dante; o museu é dividido em seções, que recolhem obras inspiradas da obra do poeta: Ilustrações, pinturas, medalhas e moedas.

MAUSOLÉU DE TEODORICO

O Mausoléu de Teodorico fica a 2 km do centro da cidade e foi construído no sexto século d.C.. O edifício foi construído de blocos de pedra da Ístria e é coberto com uma tampa num único bloco de pedra da Istria dum tamanho de mais de 10 metros de diâmetro e mais de 3 metros de altura.

BASÍLICA DE SANTO APOLINÁRIO EM CLASSE

A 5 km do centro da cidade de Ravena fica uma outra obra-prima da arte cristã do século VI d.C: a Basílica de Santo Apolinário em Classe.

Texto português corrigido por Dietrich Köster.

About admin

banner
Close
GDPR
Le leggi dell'UE richiedono che chiediamo il tuo consenso all'uso dei cookies. Utilizziamo i cookie per garantire che il nostro sito funzioni correttamente. Alcuni nostri partner pubblicitari raccolgono anche dati e utilizzano i cookie per pubblicare annunci personalizzati.




Sottoscrivete il nostro canale YOUTUBE: