Bérgamo, Lombardia. Autor hozinja

A Lombardia o que ver: as atrações turísticas

Questo post è disponibile anche in: Italiano Francês Inglês

Lombardia

Lombardia

Localizada no centro do Vale do Pó, a Lombardia é a região mais industrializada da Itália. A sua capital é a cidade de Milão. A Lombardia é limitada a norte pelos cantões de Ticino e dos Grisões, que fazem parte da Suíça, enquanto para o leste ficam as regiões do Vêneto e do Trentino-Alto Ádige, ao sul a Emília-Romanha e para o oeste o Piemonte.

O território lombardo é formado em partes quase iguais de planícies (47%) e de montanhas (40%), enquanto apenas uma pequena parte é constituída por colinas (12%).

Os montes surgem compactos no norte da região. Fazem parte dos Alpes. Um pequeno território faz parte do grupo dos Alpes Lepontinos e numa extensão maior faz parte do grupo dos Alpes Réticos, que correm ao longo da fronteira com a Suíça.

Os Alpes Réticos são os mais altos, ultrapassando 4.000 metros pelo Piz Bernina com 4.049 metros, que fica do outro lado da fronteira com a Suíça. A Punta Perrucchetti com 4.020 metros é a montanha mais alta da Lombardia. Para o leste na fronteira com o Trentino-Alto Ádige fica o Ortles-Cevedale e ao longo da fronteira regional existem o Gran Zebrù com 3.857 metros, o Monte Cevedale com 3.769 metros e o Adamello com 3.539 metros.

Ao sul dos Alpes Réticos corre o rio Adda, que forma o amplo vale de Valtellina. Para o sul além da Valtellina paralelo aos Alpes Réticos existem os Pré-Alpes Oróbios, que fazem parte dos Pré-Alpes Lombardos, dos quais são o ramo mais setentrional e mais elevado. Eles ultrapassam 3.000 metros pelo Piz Coca com 3.050 metros. Os Pré-Alpes Oróbios estendem-se entre o Lago de Como e o Vale Camonico.

Teatro, Sabbioneta, Mântua, Lombardia. Autor e Copyright Marco Ramerini

Teatro, Sabbioneta, Mântua, Lombardia. Autor e Copyright Marco Ramerini

Os Préalpes Lombardos ocupam a área dos grandes lagos da Lombardia entre o Lago Maggiore e o Lago de Garda. Entre os grandes lagos lombardos – todos de origem glacial – só o Lago de Como com 145 km² e o Lago de Iseo com 65,3 km² são inteiramente lombardos, enquanto o Lago Maggiore com 212 km² é dividido com a Suíça e o Piemonte. O Lago de Lugano com 48,7 km² é dividido com a Suíça e o Lago de Garda com 368 km² é dividido com o Vêneto e o Trentino-Alto Ádige.

Graças à presença dessas montanhas os rios lombardos são numerosos e ricos em água. São todos afluentes do rio Pó e vêm em grande parte dos lagos. O Ticino sai do Lago Maggiore, o Adda sai do Lago de Como, o Oglio sai do Lago de Iseo e o Mincio sai do Lago de Garda. Uma grande parte da fronteira sul com a Emília-Romanha é marcada pelo rio Pó, o maior rio italiano, que constitui o grande Vale do Pó. Mas a Lombardia continua para o sul além do Pó no chamado Oltrepò Pavese, uma área montanhosa, que chega até os Apeninos, onde está o Monte Lesima com 1.724 metros.

A Lombardia o que ver: as atrações turísticas

Mântua, Lombardia. Autor e Copyright Marco Ramerini

Mântua, Lombardia. Autor e Copyright Marco Ramerini

A Lombardia é uma região, que engloba vários destinos turísticos interessantes. Entre eles o mais visitado é a cidade de Milão, que além de ser o centro industrial e comercial da Itália tem muitas atracções turísticas de alto nível como o Duomo/Catedral, o Castelo Sforzesco, o Teatro della Scala, o convento de Santa Maria delle Grazie, que abriga o Cenacolo Vinciano, que é a famosa Última Ceia de Leonardo da Vinci. Na cidade existem museus como a Pinacoteca di Brera e muitas galerias de arte moderna.

Entre os outros destinos principais turísticos da Lombardia existem cidades com ruínas romanas como Bréscia e Sirmione, algumas belas cidades medievais e renascentistas como Mântua, Pavia, Bérgamo, Vigevano, Como, Cremona, Bréscia, Lodi, Sabbioneta, Crema, Bellagio, Sirmione e numerosas vilas como Gromo (Bérgamo), Lovere (Bérgamo), Soncino (Cremona), Varenna (Lecco), Zavattarello (Pavia) e Castiglione Olona (Varese). No que diz respeito à arte pré-histórica as gravuras rupestres da Val Camonica são famosas, alguns das quais datam do período neolítico.

A Lombardia divide com o Trentino-Alto Ádige o Parque Nacional do Stelvio. Mas existem também várias áreas regionais protegidas. No total 22% do território da Lombardia fazem parte duma área natural protegida. Entre os destinos naturais e paisagísticos mais conhecidos e populares são os lagos da Lombardia, incluindo o Lago de Como, o Lago Maggiore, o Lago de Iseo e o Lago de Garda. Um particular ênfase têm algumas localidades de montanha famosas para o desporto de inverno ou para destinos de caminhadas como Livigno, Bormio, Aprica, Madesimo, Santa Caterina Valfurva e Ponte di Legno.

Galleria degli Antichi, Palazzo del Giardino, Sabbioneta, Mântua, Lombardia. Autor e Copyright Marco Ramerini

Galleria degli Antichi, Palazzo del Giardino, Sabbioneta, Mântua, Lombardia. Autor e Copyright Marco Ramerini

O turismo de comida e vinho apresenta uma atração interessante. Entre as especialidades da cozinha da Lombardia encontramos a Polenta, os Pizzoccheri (massas semelhantes às tagliatelle), o Risotto, o Osso Buco, a Cotoletta alla milanese, a Cassoeula, o Stufato alla pavese, o Panettone, o Torrone de Cremona. Entre os queijos encontramos o queijo Gorgonzola, o Bitto, a Robiola, a Crescenza, o Taleggio e o Grana Padana. Quanto aos vinhos da região a Lombardia é conhecida por seus vinhos espumantes produzidos em Franciacorta e Oltrepò Pavese. A região produz vinho tinto, branco e rosé, incluindo o Nebbiolo de Valtellina, o Trebbiano di Lugana, o Franciacorta do Lago de Iseo e outros vinhos produzidos ao longo do Lago de Garda.

Os seguintes locais lombardos fazem parte do Património Mundial da Humanidade da UNESCO:

  1. A igreja e o convento de Santa Maria delle Grazie com “A Última Ceia” de Leonardo da Vinci (1980).
  2. Crespi d’Adda/Capriate San Gervasio, Itália (1995), um exemplo duma vila de operários do final do século XIX.
  3. As gravuras rupestres da Val Camonica (1979).
  4. Montanhas Sagradas/Sacri Monti do Piemonte e da Lombardia (2003), uma série de capelas e edifícios sagrados. Dois locais estão localizados na Lombardia: Sacro Monte do Rosário de Varese (Varese) e Monte Sacro de Nossa Senhora da Salvação, Ossuccio (Como).
  5. Monte San Giorgio, Varese (2003), uma área rica em fósseis do Triássico
  6. Mântua e Sabbioneta (2008)
  7. A Ferrovia Rética, que liga Itália com a Suíça – Sondrio (2008)
  8. Os lombardos na Itália, locais do poder de 568 até 774 dC (2011). Estes dois encontram-se na Lombardia: O Castrum com a Torre Torba e a Igreja de Santa Maria Foris Portas em Castelseprio (Varese) e o mosteiro de San Salvatore e Santa Giulia em Bréscia.
  9. Os antigos assentamentos pré-históricos nos Alpes (2011).  Eles incluem uma série de sítios perto do Lago de Garda e do Lago Maggiore.

Texto português corrigido por Dietrich Köster.

About admin

banner
Close
Seguici su Facebook
Resta aggiornato con Famiglia e Salute