Vesúvio, Nápoles, Campania, Itália. Autor Jeffmatt

A Campânia o que ver: as atrações turísticas

Questo post è disponibile anche in: Italiano Francês Inglês Espanhol

Campania

Campania

A Campânia com 13.590 km² é uma região do sul da Itália, localizada entre Lácio para o noroeste, o Molise ao norte, a Apúlia ao nordeste e a Basilicata ao sudeste. Os antigos romanos chamavam esta região italiana “Campania Felix”, que significa “Campânia próspera”. Isto é devido à riqueza e à fertilidade do solo de origem vulcânica.

A Campânia é hoje a segunda região italiana por população com 5.835.000 habitantes e a primeira para a densidade com 429,4 habitantes por km². A principal cidade é Nápoles e outras cidades são Avellino, Benevento, Caserta e Salerno.

A região da Campânia estende-se ao longo do mar Tirreno com mais de 200 km de litoral. Há quatro grandes golfos: o Golfo de Gaeta, o Golfo de Nápoles, o Golfo de Salerno e o Golfo de Policastro.

As penínsulas de Sorrento e de Cilento caracterizam uma parte da costa. O litoral norte é baixo e arenoso, enquanto a costa das duas penínsulas torna-se alta e irregular. Há três ilhas principais do arquipélago da Campânia: Ísquia com 46,3 km², Capri com 3,97 km² e Procida com 3,7 km².

Nisida, Nápoles, Itália. Autor Gennaro Visciano. Licensed under the Creative Commons Attribution

Nisida, Nápoles, Itália. Autor Gennaro Visciano

O interior da Campânia é feito de terra plana intercalada com áreas declivosas e montanhosas. Ao redor do Golfo de Nápoles há cones significativos vulcânicos como o Monte Vesúvio com 1.281 metros de altitude. No interior da região sobem as montanhas dos Apeninos Campanianos. Nas montanhas de Matese o Monte Miletto é o pico mais alto com 2.050 metros, sendo a montanha mais alta de toda a Campânia.

Campânia o que ver: as atrações turísticas

O turismo na Campânia é uma fonte importante de renda. Um dos principais destinos turísticos é Nápoles com o seu centro histórico, o Maschio Angioino, o Palácio Real, o Castelo do Ovo e os bairros espanhóis.

As ilhas do Golfo de Nápoles sempre atraíram um turismo de elite. Capri, Ísquia e Procida são os principais destinos, bem como Sorrento, a Costa Amalfitana com Amalfi, Positano, Ravello, Vietri sul Mare e o belo litoral do Cilento. Há muitos lugares para ficar: Centros de férias, estâncias de recreação, balneários e termas.

Em Campania existem sítios arqueológicos de renome mundial. Os mais famosos são as ruínas de Pompeia e Herculano, as vilas romanas de Oplontis (Torre Annunziata) e o anfiteatro romano de Santa Maria Capua Vetere. Os templos gregos de Paestum são também maravilhosos. O Vesúvio é um dos vulcões perigosos com erupções destrutivas, que ocorrem com pouca frequência, mas quando ocorrem criam terra arrasada por quilómetros.

Vila de Poppea, Oplontis, Campânia. Autor Al mare. No Copyright

Vila de Poppea, Oplontis, Campânia. Autor Al mare

A região é o lar de seis locais do Património Mundial da Humanidade da UNESCO.

Eles são:

  1. O centro histórico de Nápoles (1995).
  2. O Palácio Real de Caserta com o Parque, o Aqueduto de Vanvitelli e o complexo de San Leucio (1997)
  3. As áreas arqueológicas de Pompéia, Herculano e Torre Annunziata/Oplontis (1997)
  4. A Costa Amalfitana (1997)
  5. O Parque Nacional do Cilento e o Vale de Diano com os sítios arqueológicos de Paestum e Velia e a Certosa di Padula (1998)
  6. O Complexo de Santa Sofia em Benevento, dentro do sitio: Os lombardos na Itália, Locais do poder de 568 até 774 AD (2011)

Entre os lugares à espera de ser colocados na lista do Património Mundial são:

  1. A Transumância: O caminho real dos pastores.
  2. O bradissismo na área Flegrea.
  3. A Via Appia “Rainha das Estradas”.

Texto português corrigido por Dietrich Köster.

About admin

banner
Close
Seguici su Facebook
Resta aggiornato con Famiglia e Salute