O Palácio do Quirinal, Roma: a residência oficial do Presidente da República Italiana

Questo post è disponibile anche in: Italiano Francês

A Praça do Quirinal (Piazza del Quirinale), colocada no topo da colina é caracterizada pela presença da bela fonte de Castor e Pólux (“Dióscuros”), formada pelas estátuas romanas de Castor e Pólux, possuindo no centro o obelisco proveniente do Mausoléu de Augusto.

Na grande praça fica o Palácio do Quirinal (Palazzo del Quirinale). O palácio original, muito menor do que o atual, foi utilizado como residência do cardeal Ippolito II d’Este. O alargamento do edifício foi encomendado em 1573 pelo Papa Gregório XIII como residência de verão dos papas. Na sua construção trabalharam Martino Longhi o Velho e Ottavio Mascherino, enquanto a fachada renascentista do edifício é a obra de Domenico Fontana. O portal foi feito por Carlo Maderno em 1615. Ao trabalho participou também Gian Lorenzo Bernini, que projetou a Loggia delle Benedizioni de 1638 e o Torrione Circolare de 1626.

Salone dei Corazzieri, Palácio do Quirinal, Roma. Autor Geobia

Salone dei Corazzieri, Palácio do Quirinal, Roma. Autor Geobia

O Palácio do Quirinal foi utilizado como sede dos papas a partir de Clemente VIII em 1592 até 1870, quando o palácio foi escolhido pelo rei da Itália como a sua sede. Desde 1947 é a residência oficial do Presidente da República Italiana. O edifício ocupa uma área de mais de 110.000 metros quadrados e encontra-se entre as dez maiores edifícios do mundo.

Na fachada de estilo renascentista encontra-se a entrada para o palácio com estátuas dos santos Pedro e Paulo. O interior do edifício reune ao redor do majestoso pátio principal (Cortile d’onore) muitos quartos e salas com obras e móveis de grande valor, incluindo uma colecção de mais de 250 tapeçarias dos séculos XVI-XIX.

Na ampla escadaria de honra é um afresco “Cristo em glória entre os Anjos”, atribuído a Melozzo da Forli. Entre os quartos mais interessantes há o grande Salão dos Couraceiros (Salone dei Corazzieri), a Sala Regia, a Sala del Balcone, a Sala del Diluvio, a Cappella Paolina e a Cappella dell’Annunziata (Capela da Anunciação) com afrescos de Guido Reni. Muito bonitos são os magníficos jardins, que estendem-se por uma área de mais de quatro hectares.

Texto português corrigido por Dietrich Köster.

About admin

banner