Basílica da Santíssima Trindade de Saccargia, Codrongianos, Sardenha. Autor e Copyright Marco Ramerini.

A Igreja de Sacargia, Codrongianus, Sardenha

Questo post è disponibile anche in: Italiano Francês

A igreja da Santíssima Trindade de Sacargia está entre as igrejas românico-pisanas mais belas da Sardenha. Foi construída no século XII por meio do trabalho da Ordem Camaldolense e consagrada em 1116 após a doação de Constantino I, o juiz de Torres. A basílica foi parte dum grande complexo monástico, cujos restos são visíveis do lado direito da basílica. Do ponto de vista arquitectónico a estrutura é harmoniosa e elegante. A fachada, que é coberta em filas de blocos de pedra calcária pálidos alternados com basalto escuro, é dividida em duas fileiras de arcos cegos, decoradas com losangos gradonatos, ciplei intársiados e taças coloridas de cerâmica.

O pórtico, que está na frente da fachada, data do final do século XII e é suportado por pilares e colunas com capitéis ricamente decorados com motivos zoo e fitomórficos. Sobre o capitel à esquerda é esculpido o motivo da “vaca”, que leva ao nome da igreja. Sacargia parece derivar-se do sardo “sa vacca arza” ou “a vaca da pele manchada.” O mesmo vale para a localização da igreja, que significa pastagem de gado. Do lado esquerdo da basílica ergue-se a torre do sino majestosa com uma altura de 40 metros, um dos poucos exemplares restantes do período românico.

No interior a igreja tem uma nave única, que termina com um transepto com três absides. A abside central, mais ampla das absides laterais, é enriquecida com um precioso afresco pintado no final do século XII. O afresco é dividido em três secções: Na abside encontramos Cristo Benedicente, rodeado por anjos e arcanjos. Na faixa central são representados os apóstolos e a Virgem orante. A última banda apresenta histórias da Paixão de Cristo. Esta obra é um dos raros exemplos de pintura mural românica da Sardenha.

Detalhe da fachada da Basílica da Santíssima Trindade de Saccargia, Codrongianos, Sardenha. Autor e Copyright Marco Ramerini.

Detalhe da fachada da Basílica da Santíssima Trindade de Saccargia, Codrongianos, Sardenha. Autor e Copyright Marco Ramerini.

Na abside direita fica o Retábulo menor de Sacargia, uma obra do Mestre de Castelsardo, datada de 1492. É um duplo tríptico faltante de predela e polvaroli, pintado com têmpera e óleo sobre madeira com um tamanho de 1,80 m por 1,23 m. A pintura representa a partir de baixo: No compartimento central a Madona entronizada com o Menino com dois suplicantes ajoelhados com São João Batista e São Pedro aos lados e no centro da parte superior a Trindade entre o Arcanjo Gabriel e a Anunciação.

Observando o trabalho, vê uma forte marca do Mestre de Castelsardo, especialmente nas partes do maior empenho como a Trindade, onde tanto a figura do Pai que a figura de Cristo não são estritamente frontais. O Mestre de Castelsardo, um artista anônimo, que trabalhava na Sardenha do século XV, é provavelmente o máximo representante da síntese entre o gótico hispânico, as contribuições renascentistas e a tradição local, evidenciada pela criação de grandes retábulos do século XVI, que são encontrados na ilha.

Informações práticas: A Basílica da Santíssima Trindade de Sacargia está localizada a 12 km de Sassari no município de Codrongianos. Ele pode ser alcançada ao longo dum curto trecho da estrada No. 131 na direção de Oristano e em seguida é aconselhável de tomar a estrada n° 597 na direcção de Olbia ao longo da qual há a igreja depois dum quilómetro.

Texto português corrigido por Dietrich Köster.

About admin

banner
Close
Seguici su Facebook
Resta aggiornato con Famiglia e Salute