Aosta: uma cidade romana dos Alpes

Questo post è disponibile anche in: Italiano Francês

A cidade de Aosta está localizada numa agradável área plana na confluência do rio Dora Baltea com o torrente affluente Buthier. O vale é cercado por altas montanhas majestosas. A visita a Aosta é interessante do ponto de vista da história e da beleza das paisagens naturais.

A cidade, localizada junto a uma das estradas mais importantes para a travessia dos Alpes, foi fundada pelos romanos em 25 a.C. com o nome de Augusta Praetoria. A antiga Augusta Praetoria tem ainda hoje as muralhas construídas pelos romanos de forma rectangular (727 metros para 574 metros) e encontram-se ainda quase completamente preservadas e viáveis por uma caminhada de 3 km.

As muralhas são intercaladas por 20 torres quadradas. Naquela época não estavam abrir-se quatro portas: A monumental Porta Praetoria (ainda visível hoje), a Porta Decumana, a Porta Principalis Dextera e a Porta Principalis Sinistra. As três últimas já desapareceram. Entre os monumentos mais importantes da cidade romana existem: O Arco de Augusto, a Ponte Romana, a Porta Praetoria, o teatro, o criptopórtico forense e as muralhas.

Porta Praetoria, Aosta, Vale de Aosta. Autor e Copyright Marco Ramerini

Porta Praetoria, Aosta, Vale de Aosta. Autor e Copyright Marco Ramerini

De grande interesse são também os monumentos de Aosta medieval, especialmente a Catedral e a Colegiada de Sant’Orso. A Catedral, dedicada a Santa Maria Assunta, foi construída a partir do século XI no estilo românico com adições posteriores nos estilos gótico e renascentista. O interior da catedral tem três naves e apresenta no sótão um belo ciclo de afrescos do século XI. No presbitério encontra-se o túmulo do conde de Sabóia Tommaso II do século XV. Aqui há também um belo mosaico do século XII e o coro de madeira intalhado do século XV.

No corredor em torno do coro e da abside existe o Museu do Tesouro da Catedral (Museo del Tesoro della Cattedrale), que abriga uma bela coleção de objetos sagrados, pinturas e relicários. Não muito longe da catedral fica a praça Emile Chanoux, dominada pela fachada neo-clássica e a longa varanda da Câmara Municipal.

Fora das muralhas romanas além do Arco de Augusto encontra-se o complexo monumental de Sant’Orso, sendo um complexo medieval, que inclui edifícios construídos desde o século XII. Trata-se dum dos mais importantes complexos religiosos do espaço alpino, formado da colegiada de SS. Pietro e Orso (século XV), do campanário (século XII), do claustro (século XII) e do Priorado (século XV). A colegiada contém um ciclo fragmentado belo de afrescos do século XI, um coro de madeira do século XV e belos vitrais do século XVI. No claustro, decorado no estilo românico, a religiosidade do tempo é percebida. Nas capitais das colunas existem figuras assustadoras de monstros alternando-se com figuras edificantes dos santos.

Eventos em Aosta:

Aosta, Vale de Aosta. Autor e Copyright Marco Ramerini

Aosta, Vale de Aosta. Autor e Copyright Marco Ramerini

Fiera di Sant’Orso (Foire de Saint Ours): Uma feira medieval, que tem lugar no coração da cidade. As ruas do centro são decoradas festivamente. Mais de mil expositores mostram o artesanato mais antigo do Vale de Aosta: De esculturas de madeira para ferro forjado, de objetos de pedra-sabão para criações de couro para terminar com jogos e máscaras. Quando tem lugar? Cada ano nos dias 30 e 31 de janeiro.

Foire d’été: Uma feira, que tem lugar no centro histórico da cidade com 400 expositores de obras tradicionais como entalhe e escultura em madeira e pedra, ferro forjado e flores de madeira. A feira está finalmente completada pela presença de 70 bancos de curiosidades em pasta sal, flores secas e tecidos. Quando tem lugar? No domingo antes de 15 agosto.

Désarpa: É a festa da descida dos rebanhos das pastagens de montanha. Quando?  Todos os anos no último domingo de setembro.

Marché Vert Noël: É um clássico mercado de Natal com a criação duma aldeia de montanha.

Texto português corrigido por Dietrich Köster.

About admin

banner