A ponte romana de Aosta: a ponte de pedra

Questo post è disponibile anche in: Italiano Francês

A primeira estrutura romana visível para o viajante, que chega hoje a Aosta vindo do leste é a ponte romana. A estrutura foi construída no período de Augusto ou seja no período da fundação da cidade. A sua construção permitiu a passagem a partir de Ivrea (Eporedia) do rio Buthier perto da cidade de Aosta.

Esta estrutura de estrada romana por um único tramo é formada por um baixo arco de grandes blocos de pedra. O arco da ponte tem uma extensão de 15 metros e a sua largura é de 6 metros. No tempo dos romanos a ponte foi de grande importância estratégica. Na sua vizinhança a estrada consular para a Gália ramificava-se em dois ramos, que levavam ou para o Passo do Grande São Bernardo ou para o Passo do Pequeno São Bernardo.

A Ponte Romana de Aosta, também chamada Pont de Pierre ou Ponte di Pietra e na Idade Média Pont Lapideus, originalmente ultrapassava o rio Buthier, mas ao longo dos séculos várias inundações do rio a interrarono gradualmente até no século XI o rio mudou seu curso de algumas dezenas de metros mais a oeste perto do Arco de Augusto, onde corre ainda hoje.

Ponte romana, Aosta, Vale de Aosta. Autor e Copyright Marco Ramerini,

Ponte romana, Aosta, Vale de Aosta. Autor e Copyright Marco Ramerini,

Para aqueles, que querem ver a ponte romana vindo a pé do centro de Aosta, devem chegar ao Arco de Augusto e uma vez passada a ponte moderna sobre o rio Buthier devendo caminhar alguns metros até o subúrbio chamado Ponte de Pedra, onde fica a ponte romana. A ponte encontra-se perto dum grupo de casas, tendo hoje a função de acesso pedonal ao subúrbio.

Texto português corrigido por Dietrich Köster.

About admin

banner