Capri: a ilha jóia do Golfo de Nápoles

Questo post è disponibile anche in: Italiano Francês Inglês Espanhol

A ilha de Capri está localizada na região da Campânia e é uma das várias ilhas do Golfo de Nápoles. Capri está localizada a 30 km de Nápoles e abrange uma área de 10,4 km². A ilha é dividida em dois municípios: Capri e Anacapri, que têm uma população total de 12.000 habitantes.

O território da ilha é muito complexo do ponto de vista geográfico, cheia de solavancos e praticamente sem uma área plana. A ilha tem picos de altura média como o Monte Solaro com 589 m e Monte Tiberiocom com 334 m e algumas terras altas no interior. O litoral é muito irregular, muitas vezes com grandes penhascos rochosos acima do mar e ao longo das paredes existem inúmeras cavernas e pequenas baías, que alternam com penhascos íngremes. Um dos lugares mais fotografados da ilha é a baía, onde encontram-se os famosos Faraglioni, altos penhascos rochosos, que ficam a uma curta distância da costa.

O litoral da ilha é pontilhado por grutas e falésias, que formam fascinantes formações fantásticas e rochosas. A ilha foi habitada desde o Paleolítico, mais tarde foi colonizada pelos gregos e depois pelos romanos. Após uma visita a Capri, feita em 29 a.C., o imperador César Augusto foi tão apaixonado, que comprou a ilha da cidade de Nápoles, oferecendo em troca a ilha de Ischia.

Via Krupp, Capri, Campânia. Autor Radomil

Via Krupp, Capri, Campânia. Autor Radomil

Desde a queda do Império Romano em 476 d.C. até o final da Idade Média (1000), Capri estava sob o controle do ducado de Nápoles. No sexto e no sétimo século a ilha foi saqueada pelos sarracenos e foi dominada nos anos, que seguiram, pelos lombardos, normandos, angevins, aragones e espanhóis. O renascimento cultural da ilha começou por volta de 1800, quando atraídos por um clima maravilhoso e uma beleza do lugar, a ilha foi sujeita à invasão pacífica dos turistas britânicos, estadounidenses e alemães.

A ilha tornou-se famosa em 1826 após a descoberta turística da Gruta Azul. Capri é uma ilha de mito desde o Império Romano, quando o imperador romano Tibério, auto-exilado em Capri, havia construído no topo do Monte Tiberio na parte oriental da ilha uma villa enorme (Villa Jovis), cujos restos são ainda visíveis. Capri continua a ser ainda hoje um destino favorito para os viajantes, os intelectuais e as personalidades do jet set internacional.

O que ver: as atracções turísticas.

Clima: quando ir para Capri.

Como chegar: ferries, hidrofólios, balsas de carro.

Como mover-se: autocarros, funicular, teleférico.

Eventos, culinária e produtos típicos.

Texto português corrigido por Dietrich Köster.

About admin

banner