A Catedral, Noto, Sicília. Autor Tango7174

Itinerário na Sicília: Scicli, Noto, Noto Antico, Siracusa

Questo post è disponibile anche in: Italiano Francês

Voltar para a sexta parte —- >>>>

26 de abril (sétimo dia)

Scicli – Noto – Noto Antica – Siracusa

Tempo claro e uma temperatura óptima

Partimos de Scicli após um pequeno-almoço saudável e continuamos a nossa visita ao barroco do Vale de Noto. Nosso destino de hoje é a capital do barroco siciliano: A cidade de Noto. Numa hora nós viajamos os 50 km, que existem entre Scicli e Noto.

Noto é famoso por suas belas construções do início do século XVIII, consideradas como umas das principais obras-primas do barroco siciliano. A cidade é o lar de muitos edifícios religiosos e de palácios magníficos no estilo barroco.

A Igreja de San Domenico, Noto, Sicília. Autor e Copyright Marco Ramerini

A Igreja de San Domenico, Noto, Sicília. Autor e Copyright Marco Ramerini

Nós entremos na cidade de Noto desde a Porta Real. O primeiro impacto com a cidade é a escadaria monumental da igreja de San Francesco do século XVIII. Depois dalguns passos é a magnífica piazza do Municipio com dum lado o Palazzo Ducezio, agora a câmara municipal e em frente dela precedida por uma ampla escadaria espetacular da Catedral de San Nicolò com uma rica fachada barroca fechada dos dois lados por torres sineiras. Continuamos a visita desta bela pequena cidade ao longo do labirinto de ruas estreitas do centro histórico e admiramos a Igreja de San Domenico e varandas, portas e janelas de muitas casas e palácios esculpidas no estilo deliciosamente barroco.

Após a visita do Noto barroco fazemos um desvio de 15 km para visitar o que resta do Noto Antico. A cidade foi destruída pelo terramoto de 1693. Num ambiente natural encantador encontram-se os restos evocativos de fortificações e edifícios.

Noto Antica, Sicília. Autor e Copyright Marco Ramerini.

Noto Antica, Sicília. Autor e Copyright Marco Ramerini.

Após a visita às ruínas do Noto Antico passamos para a cidade de Siracusa. O percurso de carro de 50 km é realizado em menos duma hora.

Siracusa é uma bela cidade, cheia de relíquias do passado. Existem sítios arqueológicos de grande interesse e uma bela cidade medieval. Começamos a nossa visita à cidade visitando o sítio arqueológico do Castelo Eurialo, uma fortificação da época grega com vista para a cidade e que foi a defesa mais importante das antigas muralhas da cidade.

Depois de visitar o Castelo Eurialo paramos para visitar a área arqueológica de Neapolis, onde podemos admirar o Teatro grego, o Anfiteatro Romano, a Latomia de Siracusa com a famosa Orelha de Dionísio (Orecchio di Dionisio) e muitos outros vestígios arqueológicos

Catedral de Siracusa, Sicília. Autor Sailko

Catedral de Siracusa, Sicília. Autor Sailko

A parte final de nosso dia de passeio acabamos andando nas ruas e praças da ilha de Ortigia, o centro histórico de Siracusa. Aqui encontram-se os testemunhos de todas as civilizações, que marcaram a história da cidade. Entramos nas ruelas do chamado bairro árabe até as ruínas do Templo de Apolo. Nós caminhamos ao longo do Foro Vittorio Emanuele II, visitamos a Porta Marina, a Fonte Aretusa e a Praça da Catedral com a fachada barroca da Catedral e o Palazzo Beneventano barroco. A partir da Piazza Duomo devemos ir para a Via Maestranza para chegar ao Belvedere San Giacomo. Continuando ao longo do Lungomare chegamos ao Castelo Maniace, localizado na ponta sul da ilha de Ortigia.

Nós paramos durante a noite em Siracusa e fazemos uma reserva no Algilà Ortigia Charme Hotel, uma propriedade muito bem localizada em frente ao mar na ilha de Ortigia, o centro histórico de Siracusa.

Texto português corrigido por Dietrich Köster.

About admin

banner
Close
GDPR
Le leggi dell'UE richiedono che chiediamo il tuo consenso all'uso dei cookies. Utilizziamo i cookie per garantire che il nostro sito funzioni correttamente. Alcuni nostri partner pubblicitari raccolgono anche dati e utilizzano i cookie per pubblicare annunci personalizzati.




Sottoscrivete il nostro canale YOUTUBE: