A Igreja de San Domenico, Noto, Sicília. Autor e Copyright Marco Ramerini

A Sicília o que ver: as atrações turísticas

Questo post è disponibile anche in: Italiano Francês

Sicilia

Sicilia

A Sicília com 25.426 km² é a maior ilha do Mediterrâneo, separada da Calábria e do continente através do Estreito de Messina, que tem uma largura de apenas 3 km. Está localizada no extremo sul da península italiana e no centro do Mar Mediterrâneo. O Estreito da Sicília tem uma largura de 140 km, separando a Sicília da África.

A região com 25.711 km² e 5.046.654 habitantes em 2010 é pelo tamanho a maior região insular da Itália e consiste além da ilha principal dos arquipélagos das Ilhas Eólias, Égadi, Pelágias e das ilhas de Ustica e de Pantelleria.

O território siciliano é composto de montanhas, que são uma extensão dos Apeninos. O cume da montanha corre ao longo da costa norte da ilha e é formado pelas serras dos montes Peloritanos, dos montes Nébrodi e dos montes Madonias. Todas estas montanhas têm alturas debaixo de 2.000 metros e o seu ponto mais alto é o Pizzo Carbonara com 1.979 metros nas Madonias. A costa norte é por causa das montanhas próximas muitas vezes elevada e rochosa, mas torna-se plana na foz dos rios.

A parte ocidental da Sicília é formada por colinas onduladas e maciços isolados como as montanhas Sicanos, que elevam-se até 1.613 metros no Monte Rocca Busambra. O centro da Sicília é caracterizado pela presença do planalto Solfifero, muitas vezes seco e deserto, que para o leste sobe nas faixas baixas de montanha, que não são superior a mil metros como nos Montes Erei e mais ao sul nos Montes Iblei.

O Etna coberta de neve e a costa para Giardini Naxos, Sicília. Autor e Copyright Marco Ramerini

O Etna coberta de neve e a costa para Giardini Naxos, Sicília. Autor e Copyright Marco Ramerini

A parte nordeste da ilha é dominada pelo grande cone vulcânico do Etna com 3.343 metros, um vulcão ainda ativo, que é a montanha mais alta da Sicília. Para o sul do Etna fica a planície de Catânia, uma ampla planície de inundação.

Sicília o que ver: as atrações turísticas

A Sicília é um livro de história da arte, um compêndio das maiores civilizações e culturas de todos os tempos e a natureza é uma atração forte para os turistas. O mar e as ilhas ao redor da ilha principal estão entre os destinos mais populares. O Monte Etna, o maior vulcão ativo da Europa, é um outro destino imperdível.

A ilha é rica em história: Na Sicília encontram-se os templos gregos melhor preservados do mundo (Agrigento, Selinunte, Segesta, Siracusa e Taormina. Aqui existem esplêndidos mosaicos romanos (Piazza Armerina), Catedrais do período dos Normandos (Cefalù, Palermo e Monreale), igrejas, palácios e monumentos em barroco siciliano (Noto, Scicli, Modica e Ragusa Ibla).

Na Sicília encontraram-se e fundiram-se as civilizações maiores e mais importantes da história da humanidade. A ilha é um símbolo em relação às interseções de monumentos arquitetônicos, muitas vezes construídos na sequência duma estratificação de culturas, épocas e artes a partir de várias culturas do Mediterrâneo e do Norte da Europa. Sendo uma ilha, o mar é uma outra forte atração para o turismo. A Sicília tem muitas vezes costas rochosas e de cascalho, mas existem vastas praias, especialmente nos arquipélagos, que a rodeiam como as Ilhas Égadi. As Ilhas Pelágias e as Ilhas Eólias têm belas paisagens costeiras e um mar azul claro.

Os interessados em cenário podem escolher entre as reservas naturais dos parques do Etna, das Madonie e de Nebrodi, a ilha vulcânica de Pantelleria e os arquipélagos das Ilhas Pelágias, Eólias e Égadi.

A Catedral de Cefalù, Palermo, Sicília. Autor e Copyright Marco Ramerini

A Catedral de Cefalù, Palermo, Sicília. Autor e Copyright Marco Ramerini

A UNESCO incluiu 7 lugares da Sicília na lista dos locais do Património Mundial:

  1. A zona arqueológica de Agrigento (1997).
  2. As cidades do barroco tardio do Vale di Noto no sudeste da Sicília (2002)
  3. A cidade de Siracusa e a Necrópole de Pantalica (2005).
  4. As Ilhas Eólias (2000).
  5. A Villa Romana del Casale em Piazza Armerina (1997).
  6. O Vulcão Etna (2013).
  7. Palermo árabe-normando e as Catedrais de Cefalù e de Monreale (2015)

Enquanto outros dois locais estão programados para ser registrados:

  1. Taormina e Isola Bella
  2. A ilha de Mozia e Lilibeo: A civilização fenício-punica da Itália

Texto português corrigido por Dietrich Köster.

About admin

banner
Close
Seguici su Facebook
Resta aggiornato con Famiglia e Salute